Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A vida em caracteres

21
Set15

Não há mais nada

Jessica

Não  há mais nada. As palavras estão gastas, os gestos são inúteis e o amor está consumido. Não há mais nada. 

Não há mais nada meu que eu te queira dar. Já quis. Arranjei-me muito bem por dentro, arrumei a "casa", pus-me bonita e perfeitinha, embrulhei o coração e fui com um grande sorriso por-to nas mãos. Os olhos grandes e brilhantes, o sorriso rasgado, a respiração acelerada, eu de vestido e descalça à tua espera, de coração nas mãos para te oferecer, orgulhosa do meu presente e tão feliz. Não me lembro ao certo do que aconteceu, não sei se aceitaste ou não, não sei o que pensaste nem como reagiste! 

Só me lembro de sentir o sorriso a desvanecer, de sentir a visão turva das lágrimas por cair, das mãos a tremer e do coração já desembrulhado no chão, o laço vermelho ao lado, e eu a cair de joelhos a apanhar os cacos. 

Mas hoje, não há mais nada. As palavras estão gastas, os gestos são inúteis e o amor está consumido. Não há mais nada.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D