Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A vida em caracteres

30
Dez15

Foi um ano bom, pelos motivos maus

Jessica

Não foi um ano fácil. Mas foi um ano bom, pelos motivos maus.

Foi um ano triste. Um ano de muitas lágrimas, noites mal dormidas, pensamentos maus, ausência de sorrisos e gargalhadas, de preocupações ... mas foi, acima de tudo, um ano de grande aprendizagem, de autoconhecimento e de experiências. 

Senti, principalmente nos últimos dois/três meses, ao olhar para trás que passei por 2015 sem o viver. E, honestamente, é isso que mais me entristece. Olhar e ver a rapariga triste e deprimida em que me estava a tornar e na qual nunca me revi. Lembro-me muito bem de em Outubro, enquanto esperava por uma papelada do médico, olhar para o calendário que estava em cim do balcão. Aqueles calendários grandes com imensa publicidade em redor e questionei a minha mãe apontando inicialmente para o dia 17 de Fevereiro e, posteriormente, para o dia presente - "Meu deus ... O que é que eu fiz com o meu tempo daqui ...até aqui?", obviamente que se tratava de uma pergunta retórica, mas à qual a minha mãe não se inibiu de dar resposta. Sim, a minha mãe ...a pessoa maravilhosa que aturou tanto este ano. 

Foi um ano que sofri, pelas escolhas erradas que fiz, e perdi o chão. Mas foi também um ano em que percebi que, por mais que o chão desabasse, há algo que não nos deixa cair, mesmo quando teimamos em ir abaixo... esse papel? É da Amizade e não do amor. 

Foi o ano em que percebi a força que tenho. Para tentar... E para tentar mais uma vez mesmo quando me dizem que não!! Foi um ano de conquistas académicas, que não poderiam ter terminado da melhor forma. 

Foi um ano bom, pelos motivos maus.

Mas foi também um ano em que conheci, mais profundamente, as minhas fraquezas. Aquelas que não posso orgulhosamente aqui dizer que tenha vencido, mas posso dizer, certamente, que estão na minha lista de batalhas para 2016! 

Este ano, de 2015, não me faz olhar cheia desejos tresloucados, daqueles mesmo à novela mexicana romântica,  para 2016...

Faz-me sim, olhar para 2016 com um desejo louco de ser melhor, de olhar para a vida com outros olhos, de ser mais paciente, com os outros e principalmente comigo, de sorrir mais vezes, sem motivo! Acima de tudo, de ser feliz e fazer aquilo que não fiz este ano, de viver! De viver no presente, de viver com as escolhas que faço e viver bem com elas. Viver com a certeza que tudo o que preciso é de mim própria para ser feliz e que "nada" mais importa. Estes são, sem sombra de dúvida, os meus desejos para o ano que se segue. 

 

"Façam o favor de serem felizes." 

- ❥-

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D